quinta-feira, 20 de junho de 2019

Upload de arquivos para uma SR no MOS via command-line

Você como administrador de banco de dados Oracle já deve ter anexado centenas ou milhares de arquivos em chamados no MOS (My Oracle Support). 

Naturalmente um dos métodos mais conhecidos, ou único conhecido pela maioria das pessoas é via browser se logando no MOS Customer Portal (https://support.oracle.com), abrindo a SR (Service Request) e clicando no botão Add Attachment localizado no topo da página.

Este método, mais prático para a maioria, acaba limitando o tamanho do arquivo a no máximo 2GB, mas felizmente temos outros métodos de fazer upload de arquivos para uma SR no MOS onde a limitação passa a ser de 200GB.

Via linha de comando podemos utilizar o curl que é uma ferramenta que permite criar requisições em diversos protocolos (incluindo HTTP, HTTPS e FTP, entre muitos outros).

Através do curl o MOS permite a transferência de arquivos pelos protocolos FTPS e HTTPS.

FTPS:

$ curl -T <path_and_filename> -u <userID> ftps://transport.oracle.com/issue/<sr_number>/
Exemplo: curl –T /u02/files/bigfile.zip –u MOSuserID@company.com ftps://transport.oracle.com/issue/3-1234567890/


HTTPS:
$ curl -T <path_and_filename>” -u "<userID>" https://transport.oracle.com/upload/issue/<sr-number>/
Exemplo: curl -T D:\data\bigfile.tar -u MOSuserID@company.com https://transport.oracle.com/upload/issue/3-1234567890/
Exemplo: curl -T D:\data\tar-u MOSuserID@company.com https://transport.oracle.com/upload/issue/3-1083550/
Também é possivel renomear o arquivo durante a transferência:
Exemplo: curl -T D:\data\tar -u MOSuserID@company.com https://transport.oracle.com/upload/issue/3-1083550/NotSoBig.tar

Caso seja necessário utilizar um servidor proxy:

Exemplo:
 curl -T D:\data\bigfile.tar -u MOSuserID@company.com https://transport.oracle.com/upload/issue/3-1234567890/ 
-px proxyserver:port -U proxyuser

Além do curl podemos ainda utilizar o Filezilla:

  1. Set "ftps://transport.oracle.com" as the Host
  2. Supply the appropriate credentials (MOS Support Portal username and password)
  3. Leave the Port setting blank
  4. After connecting, double-click on the Issue directory in the right (Remote) pane
  5. Double-click the SR number’s directory in the right (Remote) pane
  6. Locate the file to be transferred in the left (Local) pane
  7. Drag-and-drop the file into the relevant SR directory

Referência:

How to Upload Files to Oracle Support (Doc ID 1547088.2)

Mais informações →

quinta-feira, 23 de maio de 2019

Oracle database 19c Standard Edition 2 sem suporte para Real Application Clusters (RAC)

A partir da versão 19c do Oracle Database Standard Edition 2 (SE2) o Real Application Clusters (RAC) não é mais suportado (Doc ID 2504078.1) obrigando assim os clientes que utilizam RAC a se adequarem as seguintes possibilidades que são obviamente ir para o Enterprise Edition (EE), migrar para uma single instance, permanecer na versão 18c ou ainda buscar soluções na Oracle cloud.



Nas documentações de upgrade de versão também já existe informações orientando o cliente sobre os passos a serem seguidos antes do processo de upgrade de um RAC SE2 para o 19c



Quanto a utilização do OUI (Oracle Universal Installer) ou DBUA (Oracle Database Upgrade Assistant) ambos já reportam erro caso alguma nova politica esteja para ser violada impedindo que o processo continue.





Referências:


Mais informações →

terça-feira, 30 de outubro de 2018

Habilitando BI Publisher no EM13c

O Oracle BI Publisher (Business Intelligence Publisher) é uma ferramenta atualmente instalada por padrão junto ao Oracle Enterprise Manager Cloud Control 13c que permite a criação, gerenciamento e entrega de documentos altamente formatados em PDF, Excel, PowerPoint, Word e HTML.

O BI Publisher por ser agora um componente básico do Enterprise Manager a partir da versão 13cR1 (13.1.0.0.0), não é mais possível desinstala-lo ou desconfigurá-lo, é possível apenas ativa-lo ou desativa-lo.

Para verificar se o BI Publisher está habilitado ou desabilitado e o status do BI Publisher Server (responsável pelo funcionamento do serviço), basta requisitarmos o status dos componentes do OMS (Oracle Management Server)

[oracle@localhost ~]$ $OMS_HOME/bin/emctl status oms

Oracle Enterprise Manager Cloud Control 13c Release 2

Copyright (c) 1996, 2016 Oracle Corporation.  All rights reserved.

WebTier is Up

Oracle Management Server is Up

JVMD Engine is Up

BI Publisher Server is Down

BI Publisher is disabled, to enable BI Publisher on this host, use the 'emctl config oms -enable_bip' command

Quando o BI Publisher não está habilitado será exibido a mensagem, conforme acima, informando que o componente esta desabilitado e de como é possivel habilita-lo. Caso o componente esteja habilitado, apenas o status do BI Publisher Server será exibido.

Habilitando o BI Publisher:

[oracle@localhost ~]$ $OMS_HOME/bin/emctl config oms -enable_bip

Oracle Enterprise Manager Cloud Control 13c Release 2

Copyright (c) 1996, 2016 Oracle Corporation.  All rights reserved.

Enter Enterprise Manager Root (SYSMAN) Password :

BI Publisher is enabled for startup on this host with the 'emctl start oms'  and 'emctl start oms -bip_only' commands.

Overall result of operations: SUCCESS

[oracle@localhost ~]$ $OMS_HOME/bin/emctl start oms

Oracle Enterprise Manager Cloud Control 13c Release 2

Copyright (c) 1996, 2016 Oracle Corporation.  All rights reserved.

Starting Oracle Management Server...

WebTier Successfully Started

Oracle Management Server Successfully Started

Oracle Management Server is Up

JVMD Engine is Up

Starting BI Publisher Server ...

BI Publisher Server Successfully Started

BI Publisher Server is Up


Verificando novamente o status, temos o BI Publisher Server iniciado.

[oracle@localhost ~]$ $OMS_HOME/bin/emctl status oms

Oracle Enterprise Manager Cloud Control 13c Release 2

Copyright (c) 1996, 2016 Oracle Corporation.  All rights reserved.

WebTier is Up

Oracle Management Server is Up

JVMD Engine is Up

BI Publisher Server is Up

Para desabilitar o BI Publisher:

$OMS_HOME/bin/emctl config oms -disable_bip

Como o BI Publisher opera "separadamente" do OMS (O managed server é o mesmo weblogic domain que contem o OMS e o AdminServer), após ser configurado ele pode ser parado ou iniciado pelo emctl de forma independente do OMS.

emctl start oms -bip_only

emctl status oms -bip_only

emctl stop oms -bip_only [-force]


Referência:

https://docs.oracle.com/cd/E63000_01/EMADV/install_em_bip.htm#EMADV14485
Mais informações →

sexta-feira, 10 de agosto de 2018

ODA X7-2 HA BM (Bare Metal) reimage


O Bare Metal (BM) é uma configuração não virtualizada do Oracle Database Appliance. O Oracle Database Appliance já é enviado de fábrica com uma configuração bare metal, contudo pode ser necessário realizar seu reimage em algum momento para se restaurar as configurações do sistema operacional ao modo "enviado de fabrica" em função de alguma configuração incorreta no deploy ou mesmo quando se quer sair de um ambiente virtualizado (Virtualized Platform - VP) para o ferro da máquina (Bare Metal - BM).

Para realizar o reimage do ODA para BM é necessário primeiramente baixar a imagem ISO para Bare Metal Restore a partir do MOS (My Oracle Support).

Oracle Database Appliance - 18.1, 12.X, and 2.X Supported ODA Versions & Known Issues (Doc ID 888888.1)


Selecione a versão desejada do Oracle Appliance Kit e clique em download.




Abra o browser e acesse a ILOM do node0 utilizando o usuário root, clique na aba Remote Control no menu esquerdo seguido por Redirection e posteriormente Launch remote console.


Na tela que se abrirá, clique em OK para prosseguir.


Um arquivo java será baixado e possivelmente ao final do download será exibido uma mensagem semelhante a imagem abaixo:


Clique em manter e na sequencia abra o arquivo clicando sobre o mesmo.


Continue


por fim, Run


Abrindo a console remota, pressione ALT + F2 para ser exibido a tela de login, caso queira realizar alguma interação com a maquina.



Para adicionar a imagem ISO, clique sobre KVMS > Storage
   

Clique em Add:



Selecione o arquivo ISO descompactado e clique em selecionar. 
Selecione a ISO carregada (conforme imagem abaixo) e clique em Connect (clicando em Connect irá aparecer a mensagem de Disconnect no botão). Pressione OK.


No canto superior direito o ícone CDROM também se tornará mais evidente indicando que a imagem/unidade foi montada.



Agora é preciso configurar o CD-ROM como primeiro dispositivo de boot, pra isto volte no browser conectado na ILOM, clique em Host Management > Host Control, selecione CDROM na caixa de "Next boot device" e clique em Save


Reinicie o servidor. Host Management > Power Control > Power Cycle > Save



Confirme o reboot, OK.



Quando o nó retornar após o ciclo de energia (reboot), o reimage a partir da ISO deverá iniciar automaticamente.

Contudo, entretanto, todavia... e no meu caso, o boot não ocorreu. 

Temos algumas notas relacionadas e este problema no boot da ISO no ODA:

ODA : ILOM is not booting from ISO virtual CDROM (Doc ID 2286667.1)

CD-ROM Image Redirection in ILOM does not work with 64-bit Java (Doc ID 1946441.1)

Segui o procedimento de ambas e não obtive exito em função de alguns bugs relacionados ao java que perdia o attachment durante o restart.

Para conseguir realizar o boot pela ISO / CDROM, quando a maquina estiver iniciando novamente e a tela de boot for exibida (imagem abaixo), realize um novo attach da ISO e monte-a novamente (connect).



KVMS > Storage > Add, Selecionar a ISO, desabilitar a SSL, Connect e OK.


Habilite o Virtual Keyboard em KVMS > Virtual Keyboard...




Na tela seguinte de boot será exibido algumas opções, clique em F8 no telado virtual para entrar no menu de seleção de boot:


A mensagem (Boot Pop Up Menu Selected) será exibida e na próxima tela aparecerá a listagem de itens para boot onde teremos opções como "USB:SUN" ou CD-ROM


Selecionada a opção ("USB:SUN" ou CD-ROM) e pressione ENTER que o boot pela ISO ira ocorrer iniciando o processo de limpeza e reimage da maquina. ( >> tudo que havia nela será perdido e ela voltará ao estado vinda de fabrica << )



A tela "Running post-installation scripts" ficará parada por vários minutos (normal), pois está ocorrendo a execução de scripts na maquina.

Todo o processo de reimage varia entre 45 minutos à 2 horas e ao final a maquina começará a ser iniciada normalmente estando novamente disponível (disponível, não pronta, ainda é necessário redeploy do ambiente até tudo ficar ok com o banco disponível, etc. Isto será abordado em outra postagem).



Execute o mesmo procedimento para o node1. Pode ser executado em paralelo com o reimage do node0.



Referências:

https://docs.oracle.com/cd/E89155_01/doc.122/e93447/updating-oracle-database-appliance-software.htm#CMTXL-GUID-5D52DFE8-DAD2-4A81-AE97-A57925206500

https://docs.oracle.com/cd/E88132_01/doc.122/e88393/managing-oracle-databases.htm#CMTXL-GUID-240FFCCF-0BD2-4F5D-80B6-3C684D7E88C0

ODA Oracle Database Appliance Bare Metal Restore Procedure X5-2 and X6-2 (Doc ID 1373599.1)
Mais informações →

terça-feira, 24 de julho de 2018

quinta-feira, 19 de abril de 2018

Cancelando a execução de uma instrução SQL - 18c

Uma das novas features introduzidas na versão 18c do Oracle database é o ALTER SYSTEM CANCEL SQL que permite que uma instrução SQL em execução em determinada sessão seja manualmente cancelada sem que a sessão seja desconectada, o que ocorre na utilização das instruções ALTER SYSTEM KILL SESSION / DISCONNECT SESSION. 

A utilização do “CANCEL SQL” é útil quando determinada sessão está executando alguma instrução ofensora e é necessário liberação de recursos ou mesmo quando instruções SQL são executadas incorretamente. 

Sempre que uma instrução SQL é cancelada, ocorre o rollback dos dados alterados pela mesma. 

Sintaxe do comando:

ALTER SYSTEM CANCEL SQL 'SID, SERIAL#, [@INST_ID, SQL_ID]';

Caso a @INST_ID não seja especificada (opcional), a instance id da sessão conectada será utilizada;

Caso o SQL_ID não seja especificado (opcional), a instrução SQL atualmente em execução na sessão especificada será cancelada.


-- Cancelar SQL em execução em determinada sessão da instance conectada.
SQL> ALTER SYSTEM CANCEL SQL '38, 41388';

-- Cancelar SQL em execução na sessão com INST_ID = 1.
SQL> ALTER SYSTEM CANCEL SQL '38, 41388, @1';

-- Cancelar SQL específico em determinada sessão da instance conectada.
SQL> ALTER SYSTEM CANCEL SQL '38, 41388, 3tfmdd4xagv3y';

-- Cancelar SQL específico na sessão com INST_ID = 1.
SQL> ALTER SYSTEM CANCEL SQL '38, 41388, @1, 3tfmdd4xagv3y';

Exemplo:

Connected to:
Oracle Database 18c Enterprise Edition Release 18.0.0.0.0 - Production
Version 18.1.0.0.0

SQL> select distinct sid from v$mystat;

       SID
----------
        38

SQL> begin
  2  loop null;
  3  end loop;
  4  end;
  5  /

Em uma nova sessão, capture as informações necessárias e execute o ALTER SYSTEM CANCEL SQL:

SQL> set lines 200
SQL> select inst_id, serial#, sql_id, status, (select sql_fulltext from v$sql sq where sq.sql_id=se.sql_id) sql_fulltext from gv$session se where sid=38;

   INST_ID    SERIAL# SQL_ID        STATUS   SQL_FULLTEXT
---------- ---------- ------------- -------- ------------------------------
         1      41388 3tfmdd4xagv3y ACTIVE   begin
                                             loop null;
                                             end loop;
                                             end;

SQL> ALTER SYSTEM CANCEL SQL '38, 41388, @1, 3tfmdd4xagv3y';

System altered.

Voltando a sessão anterior:

SQL> begin
  2  loop null;
  3  end loop;
  4  end;
  5  /
begin
*
ERROR at line 1:
ORA-01013: user requested cancel of current operation

E a sessão continua conectada, basta executar qualquer instrução SQL.

SQL> select distinct sid from v$mystat;

       SID
----------
        38



Referência:

https://docs.oracle.com/en/database/oracle/oracle-database/18/newft/new-features.html#GUID-EFC832BE-DC2C-4997-8C38-8A9E27A4FFC4
Mais informações →

quarta-feira, 21 de março de 2018

Novos recursos na versão 18c do SQL*Plus

A versão 18c do Oracle database trouxe mais algumas novidades relacionadas a utilização do SQL*PLUS, que são:





  • Alterar dinamicamente a exibição de saída para ajustar o tamanho da tela;


Agora o comando SET LINESIZE possui a opção WINDOW que ajusta automaticamente o tamanho da linha para o tamanho atual da janela para termos uma saída formatada de acordo com a largura tela.

[oracle@localhost ~]$ sqlplus anderson/graf@pdb1

SQL*Plus: Release 18.0.0.0.0 Production on Wed Mar 21 13:46:06 2018
Version 18.1.0.0.0

Copyright (c) 1982, 2017, Oracle.  All rights reserved.

Last Successful login time: Wed Mar 21 2018 13:44:32 -03:00

Connected to:
Oracle Database 18c Enterprise Edition Release 18.0.0.0.0 - Production
Version 18.1.0.0.0

SQL> select * from exemplo;

       COD
----------
DESCRICAO
----------------------------------------------------------------------
         1
row 1

         2
row 2

         3
row 3


       COD
----------
DESCRICAO
----------------------------------------------------------------------
         4
row 4

         5
row 5

         6
row 6


       COD
----------
DESCRICAO
----------------------------------------------------------------------
         7
row 7

         8
row 8

         9
row 9


       COD
----------
DESCRICAO
----------------------------------------------------------------------
        10
row 10


10 rows selected.

SQL> SET LINESIZE WINDOW
SQL> select * from exemplo;

       COD DESCRICAO
---------- ----------------------------------------------------------------------
         1 row 1
         2 row 2
         3 row 3
         4 row 4
         5 row 5
         6 row 6
         7 row 7
         8 row 8
         9 row 9
        10 row 10

10 rows selected.


  • Exibe o sql_id da consulta executada;


O comando SET FEEDBACK também foi melhorado e agora permite exibir o sql_id da query. A nova opção SQL_ID do comando SET FEEDBACK exibe o sql_id para as instruções SQL e PL/SQL atualmente executadas. 

SQL> select count(1) from exemplo;

  COUNT(1)
----------
        10

SQL> SET FEEDBACK ON SQL_ID
SQL> select count(1) from exemplo;

  COUNT(1)
----------
        10

1 row selected.

SQL_ID: 18un1uja2917c


  • Define o número de linhas exibidas (retornadas) para uma consulta.


O comando SET ROWLIMIT permite que seja definido um limite para o número de linhas retornadas na consulta.

SQL> select * from exemplo;

       COD DESCRICAO
---------- ----------------------------------------------------------------------
         1 row 1
         2 row 2
         3 row 3
         4 row 4
         5 row 5
         6 row 6
         7 row 7
         8 row 8
         9 row 9
        10 row 10

10 rows selected.

SQL_ID: 6vcxssbgaaumu
SQL> SET ROWLIMIT 5
SQL> select * from exemplo;

       COD DESCRICAO
---------- ----------------------------------------------------------------------
         1 row 1
         2 row 2
         3 row 3
         4 row 4
         5 row 5

5 rows selected. (rowlimit reached)

SQL_ID: 6vcxssbgaaumu


Referência:

https://docs.oracle.com/en/database/oracle/oracle-database/18/sqprn/index.html#SQPRN104
Mais informações →
Postagens mais antigas Página inicial

Translate

# Suporte

# ACE Program

#Oracle

#Oracle
Disclaimer: The views expressed on this blog are my own and do not necessarily reflect the views of Oracle.

#Blog reconhecido

#ARTICULISTA

Marcadores

Postagens populares