sexta-feira, 16 de março de 2012

Descobrindo o DBID sem acesso ao database OPEN

Algo que muitos DBA’s não dão importância é de registrar o DBID do banco de dados em um local seguro e de fácil acesso para que seja utilizado quando for preciso!

E agora que perdemos todo nosso ambiente ou parte dele e não temos o DBID anotado, como podemos descobri-lo?

Possuímos duas formas, uma através dos arquivos de backup (backupset ou copia-imagem) outra através dos próprios datafiles. Os comandos variam conforme o arquivo utilizado, SYSAUX, SYSTEM/UNDO ou Backupset através do comando strings do Linux.

Para identificarmos o DBID através do datafile da tablespace SYSAUX, por exemplo, utilizamos a seguinte sintaxe:

[oracle@orcl ~]$ strings /u02/oradata/orcl10g/sysaux01.dbf|grep DB_ID
 
DB_ID   941982635

Onde nosso DBID é : 941982635

Já através da utilização dos datafiles da SYSTEM/UNDO ou Backupsets devemos usar a seguinte sintaxe:

[oracle@orcl ~]$ strings /u02/oradata/orcl10g/system01.dbf|grep MAXVALUE,
 
941982635, MAXVALUE,
[oracle@orcl ~]$ strings /orabackup/orcl10g/backupset/df_ORCL10G_11_1_777835981.dbf|grep MAXVALUE,
 
941982635, MAXVALUE,

Pronto, já identificamos nosso DBID e podemos recuperar nosso banco de dados. Lembre-se agora de anotar o BBID do banco!

Para capturar o DBID quando o database está OPEN basta uma consulta na v$database conforme demonstrado abaixo:

SQL> SELECT DBID FROM V$DATABASE;
 
      DBID
----------
 941982635

Outra forma já monstrada aqui no ORACLE HOME é registrar o DBID no alert log do Oracle, Escrevendo no Alert log
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Translate

# ACE Program

#Oracle

#Oracle
Disclaimer: The views expressed on this blog are my own and do not necessarily reflect the views of Oracle.

#Blog reconhecido

#ARTICULISTA

Marcadores

Postagens populares